Loading...

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Partido há Rasca


Gostaria de partilhar uma ideia com vocês, uma ideia que me tem surgido durante os últimos tempos e saber a vossa opinião.
Cada dia vemos o pais ir de mal a pior.
A Europa a ir de mal a pior.
E literalmente o mundo a caminhar na merda.
Pois bem durante muito tempo pensei no que muita gente tem dito. Os partidos políticos nos
dizem, os Economistas nos dizem e inclusive o que os nossos pais nos dizem.
Na realidade gosto de interpretar comportamentos humanos, gosto de interpretar reacções, a educação e mentalidade das pessoas para compreender como funcionam e isto levou me a algumas conclusões.
Deparei-me com que, o verdadeiro problema não esta em torno de nos mas sim em quem nos comanda. as ideologias politicas a mentalidade e a educação dos governos e em geral de quem governa o mundo tende e levar a que se privilegiem uns poucos em deterioramento de muitos e isto leva a situação politica e económica actual.
Proponho um novo partido uma nova ideia de governo e uma nova forma de ver a o pais, e o que nos rodeia.
na verdade não temos sangue novo nos partidos actuais e não temos ninguém novo no governo e os que temos são paus mandados dos mais velhos e mais poderosos.
temos imensos jovens preparados e actualizados consciencializados da economia actual, temos imensos licenciados preparados e a quem não lhes dão a hipótese de demonstrar as suas capacidades.
A grande maioria das pessoas esta tão habituada a ser manipulada e que as mandem fazer o que mandam através de ameaças directas ou indirectas, quem não ouviu nunca um toque de atenção do género (ou fazes o que te mando ou vais pra rua) ou ainda a típica (os professores tem a faca e o pão temos que fazer como eles querem mesmo quando não tem razão).
Ou de que serve uma manifestação de milhares se o governo ignora rotunda mente os protestos e os vem só como um incomodo.
Proponho um novo partido, um novo governo, alguns podem pensar que sou um idealista mas a verdade é que sei que existem milhares de portugueses fartos, somos jovens competentes, temos os conhecimentos sobre todas as áreas, mas não nos dão hipótese de mostrar as nossas valias. Passamos a vida a sobreviver porque temos uma licenciatura ou um mestrado ou ate um doutoramento e nem sabemos se teremos trabalho no dia de amanha.
Fazem de tudo para que não possamos estar com um trabalho seguro somos precários e usam e abusam disso.
Ouvimos os nossos pais dizerem que antigamente se estava mal, que se passava fome e que as coisas vão pelo mesmo caminho, mas a verdade é que esta a ficar assim porque as pessoas permitem.
Fala-se de que somos a geração á rasca pois então eu vos digo criemos o Partido há RASCA, e demonstremos ao mundo que tudo é possivel. Somos considerados uma minoria nas mesas de voto mas a verdade é que somos grande parte da população mais de metade das pessoas que podem votar não o fazem e acredito que seja porque sabem que não tem em quem confiar pra votar.
Gostaria de mudar tudo isto e um dia ver pessoas que podemos confiar, pessoas que tem ideias praticas do mundo real porque estiveram nele e que possam governar com base nisso. Em vez de um grupo de meninos ricos filhos de outros meninos ricos que só entram em boas escolas por dinheiro ou porque os pais são importantes. Estou cansado deste pais ser tido em conta pelo factor C e não pelas nossas qualidades.
E vocês que me dizem?

1 comentário:

  1. Ora vejamos...
    Há melhores temas, filho, com política não me cativas. Até porque eu acho que o problema não é o partido que governa, o mal, a gangrena do sistema é o poder.
    O poder, seja ele dado a quem for é que corrompe os humanos. Eu queria ver, se se governasse um país por voluntariado, se alguém queria fazer alguma coisa... Mas não, dão-se inúmeras regalias a ministros, deputados, secretários de estado. Como chegar lá? Bem eu chamo-lhe "factor C" e não serve para toda a gente. O que é? uns chamam-lhe cunha outros, por acharem que tem mais requinte e seriedade, chamam-lhe "convite". Assim, deste modo, o sr X é convidado para o cargo Y, onde ganha pouco, poucochinho €€€ e ainda usufruí de subsidio de refeições, subsidio de deslocações e um CHURUDO subsidio por estar deslocado da sua residência e ter que trabalhar na capital...
    Aim, eu queria que atribuíssem um subsídio desses aos professores, gostava de ver os direitos de igualdade, mas não, porque pelos vistos ser professor é ser da relé...

    Ainda queres falar disto?
    é um tema que me irrita solenemente!

    Bjk Lisete

    ResponderEliminar